Igreja
Página inicial  
Missão  
    - Ação missionária  
    - Discipulado  
    - Resp. Social  
Cultos  
Pastores  
Contato  
Agenda / Eventos  
Fotos  
Vídeos  
Boletins  
Jovens
Fotos  
Vídeos  
Artigos  
Wallpapers  
Links  
Crianças e Juniores
Fotos  
Artigos  
Ferramentas
Pedidos de oração  
Perguntas e respostas  
Bíblia Online  
Artigos
Adoração  
Cidadania  
Crianças e Juniores  
Discipulado  
Escola Bíblica  
Família  
Jovens  
Missão  
Mulheres com Deus  
Música e Louvor  
Oração  
Pastoral  
Perdão  
Testemunho  
Vida Cristã  
Missão da Igreja

 A Igreja Tabernáculo de Deus tem por fundamento o tripé: discipulado - responsabilidade social - ação missionária.
 Reflitamos sobre a necessidade de cada área na igreja.

Discipulado
 Muitos perguntam por que discipulado na igreja? O que é o discipulado e para que serve?
 Durante a Idade de Ouro da Grécia o jovem Platão podia ser visto caminhando pelas ruas de Atenas em  busca de seu mestre: Sócrates. Aqui, provavelmente, estava o início de um discipulado. Sócrates não escreveu livros. Seus alunos escutavam atentamente cada palavra que ele dizia e observavam tudo que ele fazia, preparando-se para ensinar a outros. Aparentemente o sistema funcionou. Mas tarde Platão fundou a Academia onde Filosofia e Ciência continuaram a ser ensinados por 900 anos.
 Jesus usou relacionamento semelhante com os homens que ele treinou a fim de difundir o reino de Deus. Seus discípulos estiveram com ele dia e noite por três anos. Escutavam seus sermões e memorizavam seus ensinamentos. Viram-no viver a vida que ensinava. Então, após sua ascensão, os discípulos confiaram a palavra de Cristo a outros e encorajaram-nos a adotar seu estilo de vida e obedecer ao seu ensino. Discípulo é o aluno que aprende as palavras, os atos e o estilo de vida de seu mestre, com a finalidade de ensinar a outros.
 O discipulado cristão é um relacionamento de mestre e  aluno, baseado no modelo de Cristo e seus discípulos, no qual o mestre reproduz no aluno a plenitude da vida que tem em Cristo e esse aluno passa também a ser capaz de treinar outros para ensinar a outros.
   Um estudo cuidadoso do ensino e da vida de Cristo revela que o discipulado possui dois componentes essenciais: morte de si mesmo (renúncia do que não agrada a Deus) e reprodução da vida de Cristo. São estas as notas de todo o ministério de Jesus. Ele morreu para que pudéssemos reproduzir nova vida. E Ele requer que cada um de seus discípulos lhe siga o exemplo (Extraído do livro "A Formação de um Discípulo? de Keith Phillips).


Responsabilidade Social
 É o conjunto da ação (atitude de mudar a estrutura social), do serviço (voluntariado - "cidadão motivado pela participação e solidariedade, doa seu tempo, trabalho e talento, de maneira espontânea e não remunerada para o interesse da comunidade? e busca de recursos para promoção da assistência) e assistência social (ato de ajudar as pessoas a vencer situações e problemas).
 Assim, responsabilidade social é o amor de Deus em ação. No A.T Deus levantou muitos profetas para se levantar contra a injustiça social (livro de Amós). No N.T, o próprio Jesus iniciou seu ministérios curando e cuidado do pobre, do marginalizado, do oprimido, do excluído e explorados (Mt 6:14, Lc 4:18).
 Como, então, a responsabilidade social pode estar caminhando junto à missão da igreja? Tudo deve ser feito para a glória de Deus e nosso propósito deve ser a salvação do mundo. Portanto, sendo nosso exemplo o exemplo de Cristo, o evangelho e a ação social deve ser o foco da igreja ? um evangelho integral que cuida do espírito e do social. A igreja deve promover tanto o serviço social como agir socialmente atenuando os males sociais. Nós, igreja, devemos ser uma sociedade de impacto através do amor; impactados pela paz, pela oração, pela nossa ação cristã em nosso dia-a-dia.
 "Deus nos escolheu e nos redimiu, individualmente, a fim de que sirvamos a Ele e a Humanidade de uma forma única? (Geraldo Sena).


Ação Missionária
   Missões é a totalidade dos feitos de Deus em prol do homem perdido como se vê claramente na história da salvação. O homem separado de Deus por causa do pecado recebe a promessa de um salvador. Deus prometeu que o redentor viria da semente da mulher; homem, porém divinamente gerado.

   Missões, conforme define Ronaldo Lidório, "não é uma ação definida em termos de resultados, e sim de fidelidade ao Senhor". E fidelidade se evidencia pela obediência ao mandamento de Jesus em Mateus 28 : 18-20; pregar o evangelho e fazer discípulos ensinando obediência a Ele. Sendo alcançados pelo o amor de Deus, esse mesmo amor nos constrange a fidelidade (Extraído do livro "A Igreja encarando a tarefa? de Édison Queiroz)


 A missão da igreja tem sido interpretada, hoje, de diversas maneiras. Infelizmente, apenas algumas têm procurado ser fiel à ordem bíblica que é tão simples, mas ao mesmo tempo tão ampla e expressiva: "ide e pregai o evangelho a toda criatura? (Mc 16:15).
 Jesus, quando veio ao mundo, foi enfático ao demonstrar um amor que nutre o corpo, a alma e o espírito. Exemplos disso são a cura do cego de Jericó (Mt 20:29), a cura do menino endemoniado (Mt 17:14), a mulher adúltera (Jo 8:1), a samaritana (Jo 4:7),etc. Jesus primeiro supria as necessidades das pessoas ("O que queres que te faça??), somente depois pedia que o seguisse.
 Sendo assim, "Missão? é uma função, um poder nos conferido por Jesus para falar de seu amor as pessoas. Sua proposta deve ser baseada no reino de Deus, um reino terreno (Lc 17:20). É nossa função proclamar as Boas Novas a todo o homem suprindo todas as suas necessidades: as espirituais, as físicas, as psicológicas, as afetivas, as sociais. Não adianta dizer que amamos e que temos compaixão e oferecer apenas alimento/tratamento para o espírito; não nos sensibilizarmos com a barriga vazia, os pés cansados, doentes e descansos, com a solidão e a discriminação socialmente. Para isso, devemos seguir o exemplo de Cristo, tendo-o como espelho; buscar a tolerância, a compreensão, a compaixão, a solidariedade, além de uma busca constante pela prática da palavra e pelo senhorio de Cristo em nossas vidas. Pois, a missão é da igreja (todas as pessoas); cada um com seu dom, conduzida e orientada pelo Espírito Santo.
 Hoje, vive-se dentro e fora da igreja uma crise vocacional em que compromisso, responsabilidade, militância, sacrifício, não tem valor; são valores fora de moda. Impera, em nossos dias, o narcisismo, o pessimismo, a resignação, o místico; o que gera um enorme vázio na mente das novas gerações que crescem sem modelo, visão ou sonhos. Não há tempo nem espaço para se colocar no lugar do outro; para se sentir como o outro. Por isso, assistimos hoje, um evangelho sendo pregado de forma evasiva, hostil...um evangelho de falsas ilusões e esperanças, que não promove a justiça e a paz, que não promove a dignidade.
 Nisso se resume e consiste nossa missão: uma Missão Integral - o evangelho todo ao homem no seu todo.
 "Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber (Mt 25:35)? (Geraldo Sena).

MISSÃO - VISÃO - FILOSOFIA DE MINISTÉRIO IBTD

 * Missão: atender à sociedade em suas carências espirituais, estimulando o indivíduo ao discipulado, a responsabilidade social e a ação missionária, baseados na ética cristã.
 * Visão: atuar na perspectiva da missão integral.
 * Filosofia de Ministério: valorização e inclusão social do individuo, sua responsabilidade no lar, na igreja e na sociedade e realização pessoal pelo serviço.